Textos | Poerônicas | Cronesias.

Algumas coisas que a gente precisa saber sobre o amor.

 

 

1e6eeb33563a021f85ae7bfe3b952353

 

– Que como todas as outras coisas da vida, o amor não é bonito o tempo todo. Alguns dias ele acorda de mau humor, com o cabelo desajeitado, fala palavrão e solta pum;

– Que ele leva desaforo para casa sim, que ele aguenta um caminhão de coisas, que ele vai além, que a capacidade de compreensão dele é foda, mas que ele também gosta de limite. Pra tudo: ausências e excessos;

– Que ele precisa de luz do sol e água fresca todo dia. Onde luz do sol é conversa e água fresca é carinho;

– Que ele às vezes é colorido e às vezes cinza, que ele tem fases e que ele adora bombons. Light ou não.

– Que ele precisa dançar de rosto colado e ouvir te amo sempre que houver para dizer;

– Que ele transforma, que ele transcende, que ele altera a ordem das coisas;

– Que ele gosta de cafuné, café quentinho, conchinha, sussurro, maluquices e companhia.

– Que ele odeia solidão;

– Que ele é mais esperto do que parece e faz escolhas racionais;

– Que ele gosta daquele silêncio tranquilo, de quem não precisa falar só por dizer. Mas, só desse.

– Que ele precisa de férias; de respiro e que se pressionar demais ele espana.

– Que ele só fica em pé em cima dele mesmo.

– Que como todas as outras coisas da vida, ele acaba. E não é porque acaba que nunca foi de verdade. Ou que sempre foi de mentira.