Textos | Poerônicas | Cronesias.

Mês: junho 2012

Vai, amigão.

Vai, amigão.

    Eu não sei como vai ser essa noite e nem amanhã e menos ainda depois de amanhã. Eu sei, isso não é novidade nenhuma, a gente nunca sabe. A diferença é que agora eu não sei não tendo você. Semana que vem me […]