Textos | Poerônicas | Cronesias.

Mês: janeiro 2012

O rivotril e o interfone.

O rivotril e o interfone.

Ontem, aquela noite fria e chuvosa enfeitada por três copos de vinho, um cobertor fofinho e dois dias de saudades. Pronto, quem precisa de mais que isso para ser feliz numa sexta-feira? Porra. Desde aquela tarde já tinham se passado vários e intermináveis dias. Dias […]

Prá você, André.

Prá você, André.

  Faltam três dias e eu já estou aqui pensando algum jeito original de rerererecontar a gente e rereafirmar a minha saudade imensa. Porque né, chorar não é original. Escrever também não porque você é igual a tantos textos dos últimos 15 anos que chamar […]

E depois?

E depois?

Como é que vai ser daqui para frente, me diz, hein? Não tô em mim há quase 120 dias e o cansaço de me buscar no meio de tantas notícias e tantas nuvens escuras e tantas histórias para reviver e tantos causos já vividos e […]

O texto de 9 anos sem você.

O texto de 9 anos sem você.

    9 anos. Desde aquele triste sábado de chuva, muita chuva mesmo. O dia com certeza mais difícil que vivi mesmo sabendo que estávamos chegando ao fim da nossa convivência física há muito tempo.  E daí, quem é que está preparado para essa merda? […]